A imagem do país.

1 06 2009

Olá a todos.

Você se preocupa com a imagem do seu país?

Entre várias coisas que sinto de diferente entre o Japão e o Brasil, é a imagem que os japoneses tem de seu país e de sua cultura.

Aqui no Japão vejo sempre na TV, que é um ótimo termômetro da cultura em qualquer país, uma tendência a sempre valorizar o Japão em si. São programas mostrando vários lugares do país, com um apelo para um turismo rápido, com dicas gastronômicas e um pouco da história do lugar.

Os programas desse tipo, e outros que mostram muito da cultura e história de vários lugares do país, são coisas que gosto muito, pelo fato de mostrarem bastante a cultura, e também o cuidado e o orgulho que os japoneses tem com sua história. Algumas vezes, são locais onde não existe nada de muito especial, apenas um monumento mostrando que naquele lugar nasceu uma figura ilustre, mas a TV faz questão de mostrar a todos os expectadores que esse lugar existe.

Outras vezes mostram estabelecimentos comerciais que preparam um prato típico da região, e algo que sempre é citado é o fato do estabelecimento ter sido fundado a 100, 200 anos, e existem até aqueles que tem 400 ou 500 anos de história, e percebe-se o orgulho das pessoas em mostrar que continuam dando continuidade a uma tradição centenária.

E também existem os programas que mostram os artesãos japoneses com sua arte também centenária, e é sempre frisado que o artesão atual é o nono, décimo, ou vigésimo de uma linhagem de artesãos, com uma arte que é passada de pai para filho, e todo esse artesanato é na verdade um legado cultural sem preço.

E fora outros tantos programas mostrando as biografias de personagens famosos do Japão, desde samurais até pintores e escritores, ou qualquer figura que tenha contribuído de alguma forma para o enriquecimento da cultura no Japão.

Tudo isso me fez sentir que os japoneses são um povo que gosta de seu país, de sua cultura, e fazem questão de lembrarem isso no dia-a-dia, e não é raro escutar na TV frases como, “como é bom ser japonês”, ou então, “que bom ter nascido no Japão”. E todas são frases que demonstram o orgulho que tem de sua pequena ilha e de sua história.

Eu sendo brasileiro de nascença, apesar de ser neto de imigrantes japoneses, sinto uma certa inveja disso tudo, pois o meu país, que apesar de tudo o que há de errado nele, é um país maravilhoso, com uma cultura rica e um povo hospitaleiro, mas que não tem uma boa imagem de seu país, não são raras as opiniões de que o Brasil não tem jeito, de que o problema é a corrupção, a impunidade, e outros lugares comuns que de tanto ouvir, acabamos por ficar anestesiados. E acabamos por não mais enxergar o grande potencial que existe dentro do Brasil, mas se começarmos a enxergar as coisas com outros olhos, de repente  tudo pode mudar.

Como sempre digo, ainda tenho muito que aprender por aqui, um abraço pessoal.

Anúncios

Ações

Information

6 responses

1 06 2009
Marco Antonio

Faz parte do latino ficar reclamando das coisas (do país). No final todos se dão as mãos.

1 06 2009
Dan

Marco Antonio, obrigado pela visita.
Procuro sempre olhar o lado bom das coisas, e uma coisa que o brasileiro tem de bom, é a solidariedade e a outra é o calor humano, coisas que na cultura japonesa não ficam tanto em evidência.
Mas acredito em nosso povo e acredito que nosso país está melhorando, devagar mas está.
Um abraço.

26 08 2009
Claudio

Caro,
bom ler esses seus pensamentos e reflexões. Brasileiro de nascença, sempre tive a impressão de que nasci no lugar errado. Agora, servidor público, tenho a certeza que a impunidade e a corrupção (aqui mencionados) são males arraigados nos orgãos públicos brasileiros, (foi assim, procurando por palavras corrupção cultura japonesa, que cheguei ao seu site), e que realmente estou no lugar errado.
Diga aí, como se comporta o corrupto no Japão? E ao ser descoberto? Como a pessoa se comporta, e a família dele(a)? Acho que enquanto não se descobre a fraude, e não havendo punição, o corrupto (servidor público que recebe qq coisa em benefício próprio ou próximo) continua a praticar a ilegalidade.

27 08 2009
Dan

Olá Claudio, obrigado pela visita.

Interessante como as pessoas chegam a esse blog, a rede mundial realmente é muito impressionante.

Quanto aos casos de corrupção aqui no Japão, tudo é levado muito a sério, aqui a coisa dá cadeia mesmo, e quando não dá, o sujeito é obrigado a renunciar ao cargo. Geralmente a reação é o silêncio, poucas explicações são dadas, pois depois de descoberta a fraude, não há como negar. Muito diferente do Brasil, que mesmo com provas concretas, os corruptos continuam negando, achando que todos são idiotas o suficiente para acreditar.

E casos como os de Collor, Maluf, Renan Calheiros e companhia, não existem no Japão, depois de feito o estrago, a vida pública de um corrupto está praticamente encerrada. Aqui no Japão, a corrupção não é uma regra como no Brasil, é uma exceção, aqui eles realmente trabalham para que tudo seja administrado de forma transparente.

É isso aí, um abraço.

10 02 2012
LUZIA

EU ACREDITO QUE POR MAS DEFEITOS QUE TEMOS NESSE BRASIL,EU NÃO TROCO ESSE LUGAR POR NENHUM OUTRO,O QUE ESTRAGA SÃO SÓ AS LARANJAS PODRES DO GOVERNO,QUE SÓ PENSÃO NO DINHEIRO E NÃO EM PROL DA MAIORIA,MAS AS PESSOAS ESTÃO MAS ATENTAS PARA ISSO,O BRASIL ESTA MUDANDO,NÃO IMPORTA NACIONALIDADE,PERANTE DEUS SOMOS TODOS IGUAIS!!!

28 03 2014
Flávia Haika l

Apesar disso, não troco esse país por nada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: